logo-iugu.png

O que são serviços financeiros?

Serviços financeiros são um conjunto de produtos e serviços que contribuem para a melhor gestão dos negócios e aumentam sua competitividade. São disponibilizados por bancos e outras instituições financeiras para pessoas e empresas. Descubra quais são os principais serviços financeiros disponíveis e confira as nossas dicas para usá-los.

Ilustração de serviços financeiros

Serviços financeiros mais utilizados

Em maio de 2016, a ABStartups (Associação Brasileira de Startups) realizou uma pesquisa com 559 micro, pequenas e médias empresas sobre os serviços mais utilizados nos bancos.

Veja o infográfico completo da pesquisa →

Gráfico em pizza mostra os principais serviços financeiros mais comuns

Dica # 1

A educação financeira para empresas de pequeno porte se resume a conhecer o Sistema Financeiro Nacional, seus principais agentes e os produtos e serviços financeiros disponibilizados para pessoas jurídicas, em especial sobre o financiamento de capital de giro e de investimento.

Veja a lista de serviços financeiros de acordo com a classificação de setores e serviços do MDIC →

Pagamentos e recebimentos



Ilustração de instituição bancária

Conta bancária

Para iniciar e manter o relacionamento com as instituições financeiras e movimentar recursos financeiros por meio de recebimentos e pagamentos, é necessário ter uma conta corrente empresarial. A separação da conta corrente pessoal da empresarial é obrigatória e possibilita um entendimento único do negócio e de seu fluxo de caixa. A conta corrente empresarial é instrumento central para controle de entradas e saídas de recursos da empresa, incluindo pagamentos de contas, recebimentos e transferências eletrônicas (DOC/TED).



Conta de pagamento

Para receber online por meios de pagamento integrados ao seu site ou plataforma, é necessário abrir uma conta de pagamento em uma instituição intermediadora de pagamentos (empresa de pagamentos online). O valor das vendas é contabilizado na conta de pagamento da empresa; após a liberação dos recursos, aplica-se o desconto das tarifas de serviços e o saldo é transferido para a conta corrente empresarial. A instituição de pagamento também pode transferir o recurso para uma conta de pagamento de terceiro e realizar o split de pagamento no caso de plataformas de intermediação de negócios.

Ilustração de plataforma de pagamentos


Ilustração de carteira de pagamento

Pagamento de salários

Para aumentar a segurança e a agilidade, os bancos disponibilizam o pagamento de salários e de outras remunerações aos funcionários das empresas através da transferência de arquivos ou via internet banking. Os bancos oferecem o serviço de abertura de contas salário para que as empresas as ofereçam aos funcionários, visando facilitar a transferência entre contas do mesmo banco. Isso gera economia de tarifas de transferências eletrônicas (DOC/TED) e mais agilidade no processo.



Recebimentos com cartão

O recebimento por meio dos cartões de débito e de crédito contribui para aumentar as vendas, fidelizar o cliente e reduzir a inadimplência. Além disso, a empresa adquire a possibilidade de antecipar os créditos futuros provenientes de vendas com cartões de crédito, bem como utilizar esses recebíveis como garantia para acessar seu capital de giro junto às instituições financeiras. Para receber com cartões de pagamento, você deverá contratar os serviços de uma instituição de pagamentos (adquirentes de cartão e intermediadores de pagamentos).

Ilustração de recebimento com cartão de crédito


Ilustração de recebimento com boleto bancário

Recebimento com boleto

É possível emitir boletos por meio de serviços bancários, instituições de pagamentos e soluções gerenciais integradas. As tarifas para emissão estão atreladas ao volume de transações por mês. O período de repasse do saldo referente ao pagamento com boleto bancário depende de cada empresa fornecedora. A tecnologia utilizada para emissão é um fator importante a ser considerado: deve-se analisar a necessidade de integração ao seu site ou sistema. O boleto registrado é um meio de pagamento e não deve ser confundido como uma fatura de pagamento – esta é vinculada a uma venda, por sua vez registrada sob o cadastro de um cliente dentro do sistema de controle da empresa.

Observações para pagamentos e recebimentos


  • Para movimentar recebimentos e pagamentos, seja por uma conta bancária ou uma conta de pagamento, o cadastro da sua empresa deve estar em dia nos órgãos de proteção ao crédito (Serasa, SPC, Cadin) e cartórios contra a empresa, sócios e avalistas.
  • Emita nota fiscal referente às suas vendas. Caso você receba alguma contestação de pagamento de algum cliente sobre o não recebimento de um produto ou serviço, a instituição financeira solicitará o documento de comprovação da venda. Não apresentar um documento fiscal, nota de débito ou outro documento que comprove a realização do negócio entre as partes pode causar prejuízos para a empresa.

Dica # 2

O Banco Central tem uma página chamada Cidadania Financeira, na qual você encontra informações para tomar melhores decisões na contratação dos produtos e serviços oferecidos por bancos, consórcios, corretoras, seguradoras e financeiras.

Saiba mais sobre serviços financeiros >

Crédito e empréstimos



Ilustração de cartão de crédito

Cartão corporativo

O cartão corporativo funciona exatamente como os cartões para pessoas físicas, permitindo compras parceladas e sem juros. Para as empresas, funciona como um instrumento de controle das despesas externas, permitindo um melhor gerenciamento das despesas realizadas (combustível, alimentação, hospedagem etc.). Além disso, o uso planejado do cartão permite otimizar o fluxo de caixa da empresa, fazendo convergir para uma única data o pagamento das despesas, que deve ser compatível com a do recebimento de créditos. Os limites são negociados diretamente com seu banco.



Antecipação de recebíveis

A antecipação consiste em receber agora o dinheiro que a empresa receberia apenas no futuro. Oferecida por instituições bancárias ou intermediadores de pagamentos, é uma operação de crédito que transforma em capital duplicatas de venda a prazo, vendas parceladas no cartão de crédito ou mesmo os cheques pré-datados de clientes. A instituição financeira antecipa o valor com o desconto de uma taxa de juros somada ao IOF e assume a responsabilidade pelo recebimento daquele título no futuro.

Ilustração de calendário para antecipação de recebíveis


Ilustração de cheque especial

Cheque especial

O cheque especial é um crédito pré-aprovado que pessoas físicas ou jurídicas podem utilizar quando não há mais fundos em suas contas correntes. O produto fica vinculado à conta corrente e os recursos são geralmente disponibilizados automaticamente. Por ter taxas bem altas, é recomendado apenas em casos de emergência.



Outros empréstimos

O cheque especial é apenas um tipo de empréstimo. Existem outros, como o pessoal (fornecido por uma instituição financeira mediante análise e aprovação de contrato), o consignado (descontado da folha de pagamento do tomador, feito por aposentados e pensionistas) e o rotativo (para pagar apenas uma parte da fatura do cartão de crédito).
Ilustração de moedas sobrepostas

Observações para créditos e empréstimos


  • Para que as chances de aprovação de crédito sejam maiores, é necessário ter um histórico positivo e um bom relacionamento com as instituições financeiras, por meio de movimentações da conta corrente empresarial, pagamento das contas em dia e apresentação de documentos contábeis, tal como o demonstrativo de resultados e balanço patrimonial.
  • Inscreva a sua empresa no Cadastro Positivo, que mantém o histórico de pagamentos (contas pagas ou não) da sua empresa. Ao manter as contas em dia, sua empresa pode obter melhor avaliação de risco, condições de financiamentos mais adequadas, taxas e prazos mais favoráveis com seus fornecedores.
  • Comprove sua capacidade de pagamento: apresente demonstrações financeiras, fluxos e projeções de caixa que demonstrem que a empresa tem capacidade de honrar os compromissos financeiros assumidos.
  • Registros contábeis de faturamento incompleto ou que não refletem com fidelidade a estrutura de capital da empresa prejudicam a análise de capacidade de pagamento e diminuem a chance de obter crédito compatível com a sua necessidade.
  • Calcule a necessidade de crédito da empresa, opte por linhas e limites compatíveis com a sua realidade, compare as condições oferecidas e aplique o recurso para o motivo solicitado.
  • Analise os critérios com antecedência: conheça as modalidades de crédito disponíveis e saiba o que os bancos analisam na hora de conceder crédito.
  • Verifique a real taxa de juros do empréstimo. Considere o custo efetivo total (CET), taxa que corresponde a todos os encargos e despesas incidentes nas operações de crédito. Ele engloba não só a taxa de juros, mas de tarifas, tributos, seguros e outras despesas cobradas do cliente. Compare o CET de várias instituições financeiras para um crédito de mesmo valor e prazo antes da contratação.
  • Esteja preparado para oferecer garantias facilmente executáveis. Garantias são exigidas nas operações de crédito em mais de 100% do valor financiado. As garantias podem ser pessoais e/ou reais. Verifique as condições no banco onde solicitar crédito.
  • Lembre-se da conjuntura econômica. O ambiente empresarial, aspectos políticos, econômicos, sociais e tecnológicos podem afetar a empresa que está pleiteando o crédito contra empresa, sócios e avalistas.

Dica # 3

Recentemente, a consultoria Deloitte e o Fórum Econômico Mundial apresentaram um relatório sobre o futuro dos serviços financeiros, confira: Quanto as inovações disruptivas estão reformulando os serviços financeiros?